terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Pontuação

Outro dia estava visitando um blog (que desgraça...Não anotei, também não adicionei aos favoritos, muito menos me lembro do endereço - mas o blog era bom, enfim -) que falava sobre coisas que irritam.
O post do dia era sobre pessoas que tiram o plural das palavras. Isso me fez lembrar de várias outras coisas que irritam a maioria das pessoas, e outras, só a mim - como o fato de que eu tenho que entrar começar uma 3ª Guerra Mundial para o caixa me dar R$0,01 de troco nos produtos que custam "1,99", etc.- mas...voltando ao foco do post:
Esse post dizia que os plurais são importantes e irrita, dói os ouvidos, ouvir as pessoas falarem "dez pão" (e por aí vai...)
A falta de pontuação irrita uma vez que sua ausência provoca erros de entendimento.
Quer um exemplo?
"Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro a sua procura".
Onde você colocaria a vírgula nesta frase?
Há um duplo sentido. Se você, leitor, for mulher, provavelmente dirá que a versão correta (com vírgula) da frase é : "Se o homem soubesse o valor que tem a mulher, andaria de quatro a sua procura".
Porém, se o leitor for homem, a probabilidade dele colocar a vírgula após o verbo "tem", é grande; "Se o homem soubesse o valor que tem, a mulher andaria de quatro a sua procura".
No MSN, orkut e chats, a falta de pontuação é perdoável. O duro é ler uma frase tão ambígua em um um jornal, revista ou site. (Ou pior, como manchete do jornal).
Termino esse post em clima de volta às aulas escolares, com uma "brincadeira" de pontuação muito conhecida.
===
Corrija a frase abaixo usando duas vírgulas e um ponto.
"Maria toma banho porque sua mãe por favor pegue a toalha."
Grife essa frase com o mouse para saber a resposta =D.
Maria toma banho porque sua. Mãe, por favor, pegue a toalha.

3 comentários:

Agostinho Lopes disse...

Essa frase é irmã de "Maria quando toma café quente sua mãe diz ela quero café frio".

Aproveito e deixo um desafio para tu e leitores:

"Um homem tem um bezerro e a mãe do fazendeiro é também o pai do bezerro".

Agostinho Lopes disse...

Isso mesmo "pequena Nina"... totalmente correta...

hahaha.

Beijo!

Nádia Mara disse...

Nina!
Pior é quando pedimos duzentos gramas de queijo e o balconista nos olha como se fôssemos analfabetos.

kkkkkkkkkkkkkkkkkk